Mensagem de Reflexão para Março

 
 

Quem não tem carácter não é homem, é uma coisa.

 

 

Natal e Ano Novo

 

Das copas das árvores desprendem-se agora, silenciosamente, as folhas amarelecidas e secas que vão cobrindo o solo.

É um espectáculo impressionante para o místico, que o leva a meditar sobre o fluxo e refluxo da vida e da morte.

Afinal, tudo que na face da Terra vive tem de morrer e renascer!

 
A vida é um mistério que a ciência materialista nunca pôde explicar suficientemente por não caber no âmbito acanhado da sua acção. É assunto que pertence inteiramente a um plano mais elevado, de que a ciência, absurda e teimosamente, se afasta. As suas teorias interessam ao cérebro – mas deixam vazio o coração.

A vida e a morte são apenas mutações de cena, e o mesmo se dá no reino animal e no vegetal. Sempre a vida a perseguir a morte! Sempre a morte a perseguir a vida!

1313 – 2013

A Fraternidade Rosacruz Foi Fundada Há 700 anos

Segundo Max Heindel, Cristão Rosacruz (Christian Rosencreutz) nasceu no século XIII e, já no século seguinte, em 1313, fundou-se a Fraternidade Rosacruz. Estes elementos cronológicos baseiam-se em factos históricos, mas estão intimamente relacionados com a tradição. A História é a memória dos homens — quer por reminiscência directa, quer pela que “brota” de fontes que nos “falam” ao entendimento. A tradição é uma dessas fontes, dados os imensos pontos de contacto existentes entre uma e outra.

 

Biblioteca Rosacruz

Lisboa


As edições da Fraternidade Rosacruz de Portugal estão à venda na:

Livraria «Ás do Livro»

Calçada do Duque, 11 (Rossio)

1200-155 Lisboa  Tel. 213 428 241


 A Herança Templária
700 Anos Depois da Suspensão da Ordem
1312-2012


No ano passado, cumpriram-se setecentos anos da suspensão da Ordem do Templo. O Papa Clemente V (1305-1314) promulgou duas bulas com o intuito de a extinguir. Uma, Vox in Excelso, de 3 de Abril de 1312, suspende a Ordem ...non per modum difinitivae sententiae...non possemos ferre de iure, sed per viam provisionis..., quer dizer, por sentença não definitiva; a outra, Ad Providam Christi Vicarii, é de 2 de Maio do mesmo ano e determina a entrega dos bens aos Hospitalários.

 

 

Quem Matou Jesus?

A Responsabilidade do Povo Judeu na Morte de Jesus

Lembram-se da lenda do “Judeu Errante”? A versão mais conhecida nasceu por volta do século XVII. Conta a história de um judeu que terá escarnecido de Jesus a caminho do Gólgota. O Mestre ter-lhe-à dito: “Hás-de caminhar até eu voltar”. E assim, ao longo dos séculos, surgiram relatos acerca do pobre judeu supliciado a carregar eternamente o peso da condenação.