Mensagem de Reflexão para o mês de Setembro

 

 
A prosperidade revela os vícios, a adversidade mostra as virtudes.

 

Os Sete Pecados

Primeiro – A Soberba

A maioria das pessoas na sua cegueira espiritual, cria e desenvolve este maléfico sentimento, sem mesmo disso se aperceber. Olvida a grande verdade, velha como a terra: “Quanto maiores procuramos ser aos olhos do mundo, tanto menos nos tornamos aos olhos de Deus”. Eis a razão porque topamos tão frequentemente com criaturas cheias de empáfia, desprezando o seu semelhante, sem que, no entanto, nada justifique a sua atitude. Contudo, se procurarmos descortinar essa maneira de proceder, vemos com clareza o seguinte:
Do Mitraísmo ao Cristianimo

Os Romanos tinham diversos deuses. O número das suas divindades deve ter sido imenso. Uma parte foi retirada do panteão grego e das regiões conquistadas. Os Lares e os Penates são dos mais conhecidos. Os Lares eram os espíritos dos antepassados1. A sua função era a de proteger a casa. O culto consistia em ter uma estátua ou imagem, colocada junto à lareira, numa aedes, nicho, ou num lararium, uma espécie de oratório ou capela particular. A estátua tinha, naturalmente, um significado simbólico. A sua finalidade consistia em manter viva a memória dos antepassados e pedir-lhes protecção. Neste contexto familiar e íntimo, cada um ia desenvolvendo lentamente o seu lado espiritual. Alumiavam-na com lâmpadas, símbolos de vigilância. O fogo simboliza a alma e nunca devia apagar-se. O pai, descendente directo dos antepassados, o paterfamílias, deveria responsabilizar-se por manter vivo o culto e seus rituais2. Os Lares Compitales, ou Lares que guardavam as encruzilhadas, possuíam um nicho em cada uma delas. E os Lares Praestites, os Lares Protectores, guardavam os caminhos e as muralhas. Uns e outros lembram-nos as nossas tradicionais “alminhas”.
As Imagens Mentais

Tudo quanto fazemos cria imagens mentais que ficam para sempre registadas num átomo a que os Rosacruzes chamam «átomo-semente» e na Memória da Natureza.

Palestra


No dia 5 de Março de 2011 realizou-se uma palestra sobre “Os princípios da Filosofia Rosacruz”, integrada no ciclo Descubra uma Paixão, organizada pela Biblioteca Municipal de Vila Real de Santo António. A reunião teve boa aceitação por parte do público presente, tendo terminado com o esclarecimento sobre várias questões.

A Fraternidade Rosacruz de Portugal agradece a presença e o empenho de todos aqueles que tornaram possível a realização deste acontecimento.

palestra

Ética Incómoda

Desde que Platão abandonou Siracusa, para fugir ao tirano local, que se verifica o gradual predomínio da política como arte de palco sobre a política como ciência que ordena bens e pessoas. Tal se fica a dever, pelo menos em parte, ao facto de o poder se apoiar na força da opinião pública, e de esta ser mais sensível aos métodos artísticos que aos científicos.
loader

Presenças

Temos 27 visitantes e 0 membros em linha

953731
Today
Yesterday
This Week
Last Week
This Month
Last Month
All days
43
477
3410
704015
19198
28942
953731

Your IP: 3.227.235.216
2021-09-25 02:20